Banner Superior
Ely Leal

Ely Leal

Bolsonaro não pode participar de debates no 2º turno

O candidato do PSL a presidente da República, Jair Bolsonaro, líder das pesquisas de intenção de votos, não vai participar de debates com o petista Fernando Haddad, seu adversário no segundo turno. O anúncio foi feito pelo presidente nacional do PSL, Gustavo Bebiano, durante entrevista coletiva hoje (18).

Segundo Bebiano, o candidato do PSL não tem obrigação de comparecer aos debates promovidos por emissora de televisão. "Não vai se submeter a uma situação de alto estresse sem nenhum motivo, porque quem discute com poste é bêbado”, afirmou. Além disso, o presidente do PSL argumentou que a colostomia pode causar desconforto ao candidato.

O médico Antônio Luiz Macêdo, chefe da equipe que operou Bolsonaro, no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, liberou o candidato para os debates. À Agência Brasil, o médico disse que Bolsonaro poderia participar das discussões, desde que durassem, no máximo, 30 minutos, e ele ficasse confortável, de preferência em uma poltrona.

Desde que foi agredido, em setembro, Bolsonaro não participou de debates, mas concedeu entrevistas a emissoras de rádio e televisão. Antes do primeiro turno, quando fazia campanha em Juiz de Fora (MG), o candidato foi esfaqueado. Por conta da agressão, ficou três semanas internado, inicialmente na Santa Casa de Juiz de Fora e depois no Einstein.

  • Publicado em Geral
  • 0

DataFolha - Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%

O Datafolha divulgou nesta quinta (18) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL) alcança 59% e Fernando Haddad (PT), 41%. No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 58% e Haddad, 42%.

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Jair Bolsonaro (PSL): 50%; Fernando Haddad (PT): 35%; Em branco/nulo/nenhum: 10% e Não sabe: 5%

Rejeição

O Datafolha também levantou a rejeição dos candidatos. O instituto perguntou: “E entre estes candidatos a presidente, gostaria que você me dissesse se votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum em”. Os resultados foram, para Jair Bolsonaro: votaria com certeza – 48%; talvez votasse – 10%; não votaria de jeito nenhum – 41% e não sabe – 1%. Para Fernando Haddad, os números são: votaria com certeza – 33%; talvez votasse – 12%, não votaria de jeito nenhum – 54% e não sabe – 1%.

Sobre a decisão do voto estão totalmente decididos a votar em Bolsonaro somam 95%. O voto ainda pode mudar - 5% e não sabe - 0%. para Haddad, estão totalmente decididos a votar nele 89%; seu voto ainda pode mudar - 10% e não sabe - 0%.

Branco/nulo/nenhum

Está totalmente decidido a votar em Branco/nulo/nenhum soma 74%; voto ainda pode mudar - 25% e não sabe - 1%.

Com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, o Datafolha entrevistou 9.137 eleitores em 341 municípios nos dias 17 e 18 de outubro. A pesquisa tem registro no TSE (BR-07528/2018) e nível de confiança de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

TV Globo e "Folha de S.Paulo" são os contratantes da pesquisa.

  • Publicado em Brasil
  • 0

Paraná Pesquisas: Bolsonaro tem 60,9%; Haddad, 39,1%

O candidato ao Planalto pelo PSL, Jair Bolsonaro, lidera a corrida presidencial do 2º turno. É o que mostra levantamento feito Paraná Pesquisas e pela Revista Crusoé e divulgado nesta 4ª feira (17.out.2018). A pesquisa foi contratada empresa de consultoria financeira Empiricus Research Publicações Ltda.

Bolsonaro tem 60,9% das intenções de voto, enquanto seu adversário, Fernando Haddad (PT), aparece com 39,1%. Os números se referem a votos válidos, sem considerar brancos, nulos e indecisos.

Eis os resultados:

No cenário em que são computados as intenções de voto totais, Bolsonaro tem 52,9% e Haddad tem 33,9%. Os indecisos correspondem a 3,8% dos entrevistados, já aqueles que irão votar em branco ou não escolheram nenhum dos candidatos equivalem 9,4%.

A pesquisa (íntegra) foi realizada entre os dias 14 e 17 de outubro de 2018, em 162 municípios brasileiros. O estudo ouviu 2080 eleitores. A margem de erro é de 2 p.p e a confiança é de 95%. O registro no TSE é n.o BR-04446/2018.

POTENCIAL DE VOTO

A pesquisa também perguntou quem votaria com certeza em seu candidato. Os eleitores de Bolsonaro estão mais consolidados do que os de Haddad. Dentre os entrevistados, 44,8% estão decididos a votar em Bolsonaro e 26,5% tem certeza que irão escolher Haddad no 2º turno.

De acordo com o levantamento, 55,2% dos eleitores não votaria de jeito nenhum em Haddad ao mesmo tempo que Bolsonaro tem 38% de rejeição.

  • Publicado em Brasil
  • 0

Cruzeiro é Hexa na Copa do Brasil

O Cruzeiro é hexacampeão da Copa do Brasil. Ninguém é capaz de parar o maior vencedor da história do torneio, o primeiro a vencer dois títulos consecutivos. Com um golaço de Giorgian De Arrascaeta nos minutos finais, a Raposa venceu o Corinthians por 2-1 na Arena Corinthians e garantiu o título da competição pelo segundo ano seguido.

Depois de vencer a partida de ida por 1-0 no Mineirão, a equipe comandada por Mano Menezes precisava somente de um empate para assegurar o troféu. Porém, com gols do uruguaio que ficou 24 horas viajando antes do duelo e de Robinho, bateu o adversário e faturou mais um título. Jadson fez, de pênalti, o único do Timão na decisão.

Por se tratar de uma partida decisiva, é impossível não começar pelo final. Arrascaeta, convocado para defender a seleção uruguaia durante a data Fifa, viajou 24 horas consecutivas para chegar ao Brasil depois de uma excursão por Seul, na Coreia do Sul. Colocado ao 67 minutos, na vaga de Rafinha, o atacante recebeu bela bola de Raniel em contra-ataque, invadiu a área de Cássio e bateu por cobertura para fazer o 2 a 1. Um lance maravilhoso e que sintetiza a qualidade do Cruzeiro durante a temporada.

Agora, voltemos à partida. O Corinthians tentou chegar ao ataque por meio de bolas aéreas desde o princípio, mas viu Jonathas sucumbir à forte marcação de Dedé. Baseado em contra-ataques, o Cruzeiro abriu o placar em um lance deste tipo. Rafinha aproveitou erro de Léo Santos e acionou Barcos. O atacante acertou a trave e, na sobra, Robinho marcou. A Raposa seguiu levando perigo e por pouco não fez outro com Dedé. O Timão teve apenas um lance de perigo. Uma cabeçada de Henrique.

Na volta do intervalo, o Corinthians se lançou para o ataque e teve novas oportunidades de marcar. Jadson fez de pênalti em um lance em que Wagner Nascimento de Magalhães contou com auxílio do VAR para para assinalar infração de Thiago Neves em Ralf. Pedrinho fez um golaço de fora da área, mas também por conta da tecnologia, o árbitro viu falta de Jadson em Dedé. Ele anulou o tento anotado pelo garoto. O gol invalidado tirou todo o ânimo do Corinthians, que assistiu ao Cruzeiro fazer o terceiro em lance descrito no terceiro parágrafo deste texto. No fim, Cruzeiro hexacampeão da Copa do Brasil.

Assinar este feed RSS

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px