Banner Superior

Cerca de 5 mil pessoas se reúnem em apoio aos caminhoneiros

A maior parte das empresas fechou a partir às 15h30 desta sexta-feira (25)

A organização da manifestação que ocorreu em Primavera do Leste, às 15h30 desta sexta-feira (25), estima que aproximadamente cinco mil pessoas estiveram reunidas na Praça de Eventos da cidade, em apoio aos caminhoneiros que realizaram o fechamento de rodovias federais e estaduais para a passagem de caminhões com cargas não perecíveis. Boa parte das empresas fechou as portas. Na multidão haviam muitos trabalhadores uniformizados, além de crianças, jovens, adultos e idosos.

Os líderes dos caminhoneiros demonstraram satisfação em perceber que o movimento tomou proporção que vai além das manifestações nas estradas. Eles entendem que esse protesto é para o bem de toda a população, e não somente à classe dos caminhoneiros.

O prefeito Léo Bortolin, que junto às entidades de Primavera do Leste e Câmara Municipal apoia as manifestações, disse que a cidade é uma das primeiras do Estado de Mato Grosso a abraçar e reconhecer a legitimidade desse movimento pacífico que está tomando conta das ruas do país.

"Todas as entidades abraçaram a causa porque isso é uma luta de todo primaverense e todos os brasileiros. Organizamos toda essa paralisação em menos de 24 horas. Aqui nós prestamos a nossa homenagem aos agricultores e caminhoneiros que foram capazes de parar todo o Brasil", declarou Bortolin. Léo também disse que enquanto não tiver um acordo digno, a prefeitura e os trabalhadores de Primavera estarão em apoio à classe.

Como demonstração de manifesto consciente, o presidente da Câmara dos Vereadores, Miley Alves e o vereador Carlinhos Instrutor foram para o manifesto de bicicleta. Eles fizeram o trajeto de ida e volta partindo do Primavera III até a Praça de Eventos. A distância ultrapassa os sete quilômetros. "Não abasteci o carro de propósito. Temos que ajudar a parar o Brasil para que os governantes entendam que a população não aceita mais ser enganada", disse o residente.

O prefeito também leu e entregou o documento público de manifesto em prol dos caminhoneiros, assinado pelos representantes de mais de 20 entidades que garantiram apoio ao protesto.

Diz parte do documento: "A sociedade de Primavera do Leste, vem apoiando desde o início, no dia 21 de maio de 2018, o manifesto ordeiro e pacífico dos caminhoneiros, do qual retificamos, neste momento, esse apoio, tendo em vista o aumento diário dos preços dos combustíveis e carga tributária excessiva, a qual está inviabilizando diversos setores, causando um dano irreparável ao município, região e país".

O documento ainda afirma que "a sociedade de Primavera do Leste não vai aceitar mais tanto abuso cometido contra essa classe, bem como outras categorias. Estamos todos juntos nessa".

Participaram do ato ao manifesto o vice-prefeito Sérgio Fava; o prefeito Léo Bortolin; vereadores; Sindicato Rural; Maçonaria; OAB de Primavera do Leste; Lions Clube; CDL; Aciple; Primacredi; Coaprima e outras entidades.

Banda Salomanos circula por Mato Grosso e Primavera é a primeira parada!

Os músicos realizam oficina de rimologia na sexta-feira (25) e no sábado (26) é dia de show, a partir das 19 horas, na Concha Acústica. As atividades são gratuitas

Uma das bandas mais representativas do movimento hip hop mato-grossense, a banda Salomanos, inicia neste fim de semana a circulação da turnê "O caminho". A primeira parada é Primavera do Leste, nos dias 25 e 26 de maio. No primeiro dia, realizam oficina e no sábado, fazem show gratuito a partir das 19 horas, na Concha Acústica da Praça Adão Donin.  

Uma ótima oportunidade para o público de Primavera conhecer a produção do grupo dedicado a experimentações musicais marcadas pela fusão do rap, reggae e rock e que versa sobre o cotidiano e os contrastes sociais. Na sequência, é a vez do público cuiabano. No dia 01 de junho, também tem show gratuito, no Sesc Arsenal.

As letras da Salomanos retratam o cenário e os conflitos da periferia e incorporadas à sonoridade urbana, configuram-se como hinos de positividade e autoestima. A música é uma das artes mais populares e uma das ferramentas mais eficazes de transformação social. É nisto que apostam os músicos P. Brother (vocal), Fabrício Pimenta (guitarra), Igor Carvalho (contrabaixo elétrico) e Vinícius Barros (bateria) ao idealizarem as músicas da banda.

De acordo com o vocalista, P. Brother, a circulação por cidades mato-grossenses marca uma nova fase. "Depois do primeiro disco lançado, o Nossas Raízes, nos sentimos ainda mais envolvidos pelas potencialidades e inventividade da música e poder divulgar este trabalho a vários públicos nos deixa com o ânimo renovado e nos dá ainda mais entusiasmo para continuar criando", declara. 

A banda segue empenhada em pesquisar novas sonoridades e agregar ainda mais valores ao trabalho. "A referência sonora do grupo contém toda a diversidade cultural típica do nosso país, permeada por experimentalismos e letras que criticam de forma contundente o flagelo social que envolve as comunidades periféricas e que são sonoramente ignorados por todas as esferas do poder. Falamos sobre conflitos entre classes e o cotidiano da periferia", diz com a propriedade de quem vivencia essa realidade.

Oficina

Como o som une poesia a uma pulsação veloz, um dos traços mais significativos não figura só na melodia e harmonia, mas especialmente no texto e linha vocal. Para tratar desta nuance da música inspirada pelo movimento hip hop, a circulação do projeto aprovado pelo edital Circula MT, da Secretaria de Estado de Cultura, inclui uma oficina gratuita de rimologia.

Com duração de três horas, os facilitadores da banda contextualizam a história do movimento baseado em quatro elementos, o break, grafite, DJ, e o MC e logo, convocam os presentes para a prática musical. É então a partir daí, que os participantes aprendem a fazer rimas nos formatos de escrita, rimas diretas, intercaladas e rimas casadas, além de tipos de levada (forma de cantar). Para arrematar o processo de composição compartilhado, ao final, uma base sampleada servirá de bit para os MCs.  Para esta atividade de formação, são disponibilizadas 30 vagas e a classificação indicativa é de 12 anos em diante.

Em Primavera, será na sexta-feira (25), no Núcleo Municipal de Música, localizado na avenida Minas Gerais, das 19 às 22h. As inscrições devem ser feitas na Secretaria de Cultura do município. A propósito, a Prefeitura de Primavera do Leste é apoiadora do projeto.

Confira o trabalho da banda:

Youtube: salomanosoficial

Instagram: @salomanosoficial

Facebook: @salomanosoficial

Palco MP3: salomanosoficial

Soundcloud: salomanosoficial

fonte: Assessoria de Imprensa

Em Brasília, prefeito Léo tem reuniões de alto nível

Desde segunda-feira, 21 na capital federal, o Prefeito Leonardo Bortolin participa da Marcha  Nacional dos prefeitos com o objetivo de discutir o pacto federativo de distribuição dos recursos nacionais que de acordo com a entidade municipalista é prejudicial aos municípios. Além disso Léo Bortolin vem discutindo também, novos parâmetros para a distribuição dos “royaltes” do Petróleo, que prevê a participação de todos os municípios nos lucros das reservas petrolíferas nacionais, como o pré-sal.

A agenda inclui ainda encontro com os presidenciais para analisar as propostas para o País e também as propostas municipalista dos presidenciáveis. Nesta terça-feira, 22, os encontros do Prefeito de Primavera do Leste foi com a Pré candidata da REDE, Marina Silva, com o pré candidato do PODEMOS, Alvaro Dias e com o pré candidato do PDT, Ciro Gomes.

A agenda de com os pré candidatos prossegue na quarta-feira, 23 com os pré candidatos Jair Bolsonaro, do PSL, Afif Domingues do PSD, Geraldo Alckim do PSDB, Henrique Meirelles do MDB, partido do prefeito e também será entregue uma carta enviada pelo pré candidato do PT, Luis Inácio Lula da Silva.

As reuniões do Prefeito Léo Bortolin incluem ainda com diversos representantes de organismos municipalista, para troca de informações sobre administração e gestão e com o Presidente da Federação Nacional do Petróleo, Jonas Donizetti.

Ely Leal - Redação

NÓS SOMOS O TRÂNSITO : Morro da Mesa adere ao Movimento Maio Amarelo

A empresa é a primeira do segundo setor no estado de Mato Grosso a aderir ao movimento

Na última semana a Morro da Mesa Concessionária fez o lançamento oficial da Campanha Maio Amarelo. O lançamento ocorreu na sede da concessionária em Primavera do Leste, onde os colaboradores participaram de um ciclo de palestras voltado a segurança no trânsito.  O objetivo da campanha é chamar a atenção da sociedade para uma das maiores causas de mortes no Brasil e no mundo - o acidente de trânsito.

A Morro da Mesa Concessionária é a primeira empresa do segundo setor no Estado de Mato Grosso a aderir ao movimento.

A ação é voltada a reduzir o número de acidentes, conta com o apoio do setor de Segurança do Trabalho e além de realizar a campanha voltada aos usuários da rodovia, estará trabalhando o tema com os colaboradores.

"Temos que pensar que nossos funcionários também estão, de certa forma, ligados ao tema, seja como motorista, ciclista ou pedestres, e desenvolver essa campanha dentro da empresa é uma ferramenta que vem reforçar o nosso trabalho de prevenção de acidentes", disse o técnico em Segurança do Trabalho, Marcelo Zaccaro.

Além dos colaboradores motoristas que trafegam pelo trecho sob responsabilidade da Concessionária, também receberam orientações em relação a segurança no trânsito, o objetivo é reduzir o número de acidentes. "Nosso objetivo é promover a vida e a segurança, por isso apoiamos esse movimento tão importante", destacou a diretora administrativa e operacional da Morro da Mesa Luciana Santos.

Redução de acidentes

A campanha traz um dos temas que mais preocupa a Morro da Mesa, a redução no número de acidentes. A concessionária tem investido esforços constantes para reduzir tanto os acidentes, como o número de mortes em seu trecho.

Além de melhorias de engenharia, como construção da terceira faixa, manutenção constante no pavimento, a Concessionária tem cuidados redobrados com a sinalização. Para a Morro da Mesa, a sinalização adequada, em trechos como o KM 58 da MT, conhecido como a 'curva da santinha', pode salvar vidas.

Estatística

A análise dos dados mostra que desde o início da Concessão o número de acidentes reduziram 15%. O resultado é comemorado pela Concessionária, pois representa uma queda no número de acidentes fatais na rodovia.

Em todo o trecho os usuários podem contar, em caso de urgência e emergência, com o serviço de socorro mecânico e atendimento pré-hospitalar por meio do telefone 0800 646 0130.

Para voltar a ser Capital da Uva, Primavera testa variedade sem semente e mais doce

Primavera do Leste tem potencial para retomar o título de Capital da Uva, mas os viticultores dizem não acreditar que a cidade volte a produzir uva como há 20 anos. Isso porque a falta de mão de obra especializada ainda é escassa.

Em relação às variedades de uva cultiváveis na região, o problema já foi superado. Além da Niágara Rosada, cultivada nos quatro parreirais que sobraram na região, duas novas variedades - a BRS Vitória e a BRS Isis - estão sendo testadas em Primavera e deverão ganhar mais espaço de cultivo já no próximo ano.

Com coloração preta, a BRS Vitória é uma variedade de uva de mesa sem semente que foi desenvolvida por pesquisadores da Embrapa Uva e Vinho, de Bento Gonçalves (RS), em conjunto com o campo experimental da Embrapa de Jales (SP), de onde vieram as mudas que já estão sendo testadas em Primavera do Leste.

De acordo com o engenheiro agrônomo João Dimas Garcia Maia, que coordenou o desenvolvimento das pesquisas que resultaram nas uvas BRS Vitória e BRS Isis, as duas qualidades de uva que estão sendo testadas em Mato Grosso possuem diversas vantagens em relação às uvas da família Itália e em relação à Niágara.

Nas duas variedades, a produtividade média pode chegar a 25 toneladas por hectare, o dobro da alcançada com a Niágara atualmente, e a cultivar foi adaptada para regiões tropicais. De acordo com o pesquisador, as duas variedades adaptadas para clima seco possuem maior resistência ao míldio, que é a principal doença que atinge as videiras. O míldio causa um fungo em baixo das folhas e a queda dos cachos.

Com a tolerância à doença, as variedades de BRS chegam a ter um custo de produção até 50% menor com fungicidas, se comparadas com a Niágara Rosada ou com as uvas da família Itália. Fator positivo em comum nessas 3 variedades é a vantagem em relação à mão de obra. Parreirais com uvas BRS ou Niágara precisam de apenas um trabalhador por hectare, enquanto que a uva Itália precisa de quatro trabalhadores nessa mesma área de produção.

Uva mais doce

Maia explica que outra vantagem que a RBS Vitória possui é elevado teor de Brix – açúcar/ doçura – que se situa em 22º, em uma escala que varia entre zero e 32º. O teor desenvolvido na BRS Vitória é o maior entre as 25 variedades de mesa e para suco mais cultivadas no Brasil. Nas demais variedades, esse indicador de açúcar se situa em 17º.

Para o viticultor Itacir Gatti, 61, a uva sem semente deverá marcar uma nova fase para sua produção. Nos próximos dois anos, o parreiral será ampliado em 1,6 hectares, com a cultivar BRS Vitória.

O engenheiro da Embrapa explica que, para se começar uma produção de uva, o investimento necessário varia entre R$ 80 e R$ 100 mil por hectare. Isso porque é necessário fazer a correção do solo, abertura de sulcos, estruturação das parreiras, aquisição das mudas e implantação do sistema de irrigação.

Alguns detalhes são importantes para se iniciar a produção, como por exemplo, comprar as mudas de viveiros credenciados e licenciados pela Embrapa, cujo valor por muda é de R$ 6. Maia ressalta que os riscos de se comprar mudas de locais não credenciados, é que as mudas podem vir com viroses que causam danos ao parreiral, como a perda do vigor da planta, má formação dos cachos, queda na produtividade e queda na qualidade dos frutos.

Cumprir os passos corretos de implantação de um parreiral é fundamental para se obter as vantagens de preço ao consumidor das uvas BRS Vitória e Isis. A primeira pode ser até 70% mais cara, no preço de venda, em comparação com a Niágara Rosada, enquanto que a BRS Isis pode ser até 30% mais cara nessa mesma comparação.

Sistema de Produção

Itacir também implantará na nova área produtiva o sistema “Y”, no qual as videiras crescem no arame esticado sobre uma estrutura de madeira em formato de “Y”. De acordo com o viticultor, essa forma de produção é 50% mais econômica que no sistema latada, no qual os arames onde se espalham as ramas da videira ficam no formato de varal.

Entre as desvantagens do sistema Y está a queda na produtividade, que chega a ser de 20% menor se comparada ao rendimento no sistema latada. “Mas a vantagem é que na hora da colheita, os cachos ficam na altura ideal, dando menos trabalho”, explica Itacir.

Produtividade

De acordo com Itacir, a produtividade da uva depende muito de como a videira é tratada. O tempo de vida útil da planta é de 25 anos. Um hectare pode começar produzindo em torno de 10 toneladas de uva e chegar a 25 toneladas, em função do tratamento que se dá à planta.

Entre os cuidados que as videiras exigem está a poda correta, a adubação adequada e o cuidado para não estressar a planta, com manuseio que force a videira a produzir mais do que sua capacidade. Querer que um parreiral, em um hectare, por exemplo, produza 25 toneladas de uva com apenas dois anos de idade, é considerado algo que pode causar estresse nas plantas.

Outra forma de estresse na videira é quando a irrigação acontece de forma incorreta. No parreiral de Itacir, o sistema de irrigação é totalmente calculado. Cada conjunto com quatro fileiras de videira recebe a irrigação adequada e, em tempos separados, de acordo com a fase pós-poda.

Para isso, Itacir conta com a água que extrai de um poço artesiano e que enche uma caixa de 20 mil litros. Para o próximo ano, quando começará a expandir o parreiral por mais 1,6 hectare, Itacir contará com a água de uma nascente que possui na propriedade, já que o poço artesiano não conseguirá abastecer toda a demanda da fazenda. Além de uva, Itacir produz mamão, figo e laranja, entre outros tipos de frutas.

fonte: Vinicius Bruno - Enviado especial do rdnews a Primavera do Leste

Deu no RDNEWS - Sem espaço e risco de derrota

O pleito de outubro pode decretar a morte política, mesmo que temporária, dos Viana, capitaneados pelos irmãos, o deputado Zeca (foto) e o ex-prefeito de Primavera do Leste por dois mandatos Getúlio, considerado ficha suja.  

Presidente do PDT-MT, “especula-se” que Zeca vai à reeleição.  

Apesar do poderio econômico “decadente” e da linha dura de oposição ao Governo Taques, o que agrada alguns setores descontentes com a gestão tucana, Zeca perdeu espaço político em seu próprio município, hoje tocado por Léo Bortolini (MDB), jovem bem articulado e que adota uma linha mais popular no jeito de fazer política.  

Além disso, Zeca, que tentou, sem êxito, eleger o filho prefeito em 2012 e “Carmem Betti em 2017”, não contará mais com a força da máquina pública, pois o irmão Getúlio teve mandato cassado em 2017, levando Primavera à eleição suplementar.  

Léo apoia a estadual o ex-deputado e apresentador de TV Luizinho Magalhães, do mesmo MDB.  

Se a reeleição de Zeca é uma tarefa difícil, mais complicada ainda seria uma vitória de sua sobrinha Renata, pré-candidata à Câmara pelo PDT. 

Fonte: rdnews com “insiders” da redação

 

Praça da Juventude é inaugurada

Agora a região do São José conta com quadra poliesportiva coberta, vôlei de areia, basquete, skate, pista de caminhada, espaço para academia e recreação. 

Uma obra que teve emenda parlamentar destinada para Primavera do Leste há mais de 10 anos, após ficar parada todo este tempo, foi inaugurada no último domingo (13), dia em o município completou 32 anos de emancipação político-administrativa. “É emocionante ver que um gestor tão jovem tem tanto compromisso com o dinheiro público. Em cinco meses deu conta de fazer o que nenhum gestor fez com essa obra tão importante para nossos jovens de Primavera”, destacou o deputado federal Carlos Bezerra, responsável pela destinação de emenda no valor de aproximadamente R$ 1,6 milhão para a realização da Praça da Juventude, no bairro São José.  

Ele esteve presente em na cidade para acompanhar a cerimônia de inauguração, junto à esposa e também deputada federal Tetê bezerra, que na última semana assumiu a presidência do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). Na oportunidade Tete recebeu o título de Cidadão Honorário das mãos do vereador Manoel Mazutti. Ele reconhece Tetê como uma importante política para ações voltadas à população de Primavera do Leste.  

Para a retomada das obras, o prefeito Léo Bortolin foi a Brasília em busca de recursos já pactuados, mas que ainda não tinham liberação. Ele entende que a demora estava causando prejuízo ao município e principalmente à população.  

Durante esses anos muitos problemas impediram a liberação dos recursos para retomar a obra da Praça da Juventude, que é de suma importância para atender aquela região, entretanto com a peregrinação do prefeito e secretários em Brasília, em duas ocasiões – novembro do ano passado e em março de 2018 – foi possível, de fato, liberar o que já estava pactuado.  

O prefeito entende que obra cara é obra parada, porque o prejuízo para as crianças, jovens e adolescentes é imensurável. “Sabemos que o esporte é uma ferramenta importante para formação do ser humano, em vários aspectos – físico, emocional, social e, por tudo isso, não poderíamos deixar essa obra abandonada. Se não buscássemos apoio em Brasília, não conseguiríamos terminá-la, porque o valor liberado é o mesmo de 2008 e, o material e a mão de obra foram majorados nessa década”. 

A obra tem cerca de dez mil metros, sob a responsabilidade da construtora B&C, de Campo Grande, e o projeto conta com quadra poliesportiva, quadra sintética para futebol suíço, vôlei de quadra e de areia, basquete, skate, pista de caminhada, espaço para academia e recreação.

fonte: AsCom/Pva

 

Prefeitura inaugura iluminação em mais um trevo

A obra era aguardada há mais de 30 anos pela população do município 

Quem passou pela MT-130 depois das 18h30 desta sexta-feira (11) pôde observar que o trevo que liga esta rodovia com a Ricardo Daltroso - entrada para Vila União - está iluminado. As lâmpadas de LED instaladas pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Infraestrutura, têm o intuito de oferecer mais segurança no trânsito para quem passa por aquela localidade. 

Segundo o secretário de infraestrutura, Eduardo Wolf, essa instalação, além de segurança, trará economicidade para os cofres públicos. Esta é a sétima obra de iluminação de LED que é realizada no município. As principais avenidas já receberam essa melhoria. As lâmpadas proporcionam uma visão mais clara, o que garante também a segurança dos transeuntes. 

O prefeito Leonardo Bortolin entende que o trecho que passa a ter a iluminação a partir dessa sexta-feira é uma das principais entradas da cidade e tem um grande fluxo de veículos. 

Ele também explicou que foi possível realizar essa instalação por meio de economia que a gestão realizou na iluminação da BR-070. "Economizamos e com isso garantirmos a iluminação nos dois trevos", diz Leo. 

Representando a Câmara Municipal, o vereador Paulo Márcio também destacou a importância dessa obra e mencionou o bom trabalho que está sendo realizado pela gestão Léo e Sérgio Fava.  

O vereador Kinha Juriti afirmou que a Casa de Leis é parceira da gestão e parabenizou o Poder Executivo por essa obra que ele considera grandiosa, porque pode salvar vidas.

Fonte - AsCom/Pva

 

Folhamax - Primavera pode perder cadeira na AL

O município de Primavera do Leste poderá não ter nenhum representante na Assembleia Legislativa na próxima legislatura. Isso porque o deputado estadual Zeca Viana (PDT), que teve o grupo derrotado nas eleições municipais, pode não ser candidato à reeleição e estaria pensando em lançar a advogada Renata Viana (PDT) para herdar seu espólio político. 

Já o ex-deputado Luizinho Magalhães (MDB), que pretende concorrer e conta com o apoio do atual prefeito Leonardo Bortolin (MDB), enfrenta sérios questionamentos jurídicos e pode não conseguir registrar candidatura. Outro nome, o ex-prefeito Érico Piana (PR), e os demais candidatos, não possuem mais grupo político ou apoio que garantam viabilidade para chegarem ao Legislativo.

 

Avenida dos lagos ficará interditada a partir desta quarta, 9

 A interdição deve ser parcial até sábado (12) e total no domingo (13), devido aos 32 anos de Primavera do Leste

 A Avenida dos Lagos ficará interditada parcialmente durante quatro dias e totalmente interditada no próximo dia 13. O motivo é a organização para os shows nacionais que ocorrerão em comemoração aos 32 anos de Primavera do Leste. A partir desta quarta-feira (9), motoristas que costumam fazer esse trajeto deverá manter a atenção redobrada.  

Conforme a Coordenação Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos (CMTU), a interdição será feita no sentido centro entre os dias 9 e 12. Já no dia 13, a interdição total da avenida se fará necessária por conta do tradicional Desfile Cívico, que deve começar a partir das 15h30, no Lago.  

Lembrando que as comemorações trarão, de forma gratuita, a atração Thaeme e Thiago, na sexta-feira (11), a partir das 21h. No sábado se apresentarão no Lago a dupla gospel André e Felipe, também às 21h. E para finalizar os shows, no domingo, após o desfile, Sandra de Sá entrará no palco a partir das 20h. 

A CMTU recomenda atenção redobrada na região do Parque das Águas, durante os dias de evento, devido ao aumento de veículos e pessoas que devem transitar pelas vias.  

A coordenação informa que o local estará devidamente sinalizado e contará com a presença dos agentes de trânsito para redobrar a segurança de todos.

 

Assinar este feed RSS

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px