Banner Superior

Upa de Primavera do Leste aprimora ficha clínica de pacientes

A atualização garante informações precisas sobre o estado do paciente, para possibilitar melhor atendimento médico

Na área da saúde, o cuidado com o paciente deve acontecer desde a chegada na unidade até o fim do atendimento. Cada informação sobre o estado de saúde é muito importante para que os médicos saibam, de forma imediata, o melhor tratamento para cada caso. É por isso que a ficha clínica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Primavera do Leste foi aprimorada.

Cerca de 40 campos para o preenchimento de dados foram acrescentados no documento. A Enfermeira Lídia, responsável pelo aprimoramento da ficha, explica que antes acontecia de algumas informações essenciais para a avaliação médica ficarem de fora da ficha, alguns desses dados deveriam ser acrescentados ainda na triagem. ""Agora temos campos para o preenchimento de informações que são vitais e fazem toda a diferença no atendimento e na segurança do paciente", comenta a enfermeira.

Ela ainda explica que se espera com este novo formato, a padronização de todos os campos utilizados na descrição de procedimentos pela equipe multiprofissional, um incentivo para que todos os servidores se atentem e evitem deixar lacunas em branco, promovendo, efetivamente, a melhoria da qualidade assistencial prestada.

A UPA de Primavera do Leste, desde a Implantação do Núcleo de Segurança do Paciente, levanta os problemas que existem na instituição e busca, em parceria junto à gestão, promover ações para prevenção, controle e diminuição de incidentes nos atendimentos. Já foi mapeada a maior parte dos problemas e, em contrapartida, ações de melhorias estão sendo implantadas, como exemplo a nova ficha clínica.

Operação dos órgãos públicos e forças policiais tira mais de 50 andarilhos das ruas de Primavera

Os moradores em situação de rua receberam tratamento humanizado, passagens de ônibus e

internações para o tratamento contra dependências químicas

Mais de 50 moradores em situação de rua, em Primavera do Leste, foram abordados na madrugada desta quinta-feira (9) e encaminhados para triagem, na Feira Municipal. A ação faz parte da operação nomeada "Dia D". O objetivo é orientar, auxiliar e encaminhar esses cidadãos para seus destinos, da forma mais humanizada possível, e ainda oferecer tratamento de reabilitação nos casos dos dependentes químicos.

Com o aumento de pessoas morando nas ruas de Primavera do Leste e a constante cobrança de medidas, por parte da população, a Prefeitura, com  apoio das secretarias e demais órgãos públicos - Defensoria Pública, Promotoria, Poder Judiciário, forças policiais Militar e Civil, Cruz Vermelha, Politec e OAB - atenderam a necessidade de tomar essa medida visando benefícios para a população e às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Conforme o prefeito Léo Bortolin, espera-se com essa operação oferecer um encaminhamento humanizado para todos os cidadãos em situação de rua e, junto a isso, reduzir o número de andarilhos na cidade de Primavera do Leste.

Para a garantia de um atendimento humanizado a ação ofereceu aos abordados, higienização pessoal, quites de limpeza e roupas limpas, cortes de cabelos e café da manhã. Os pacientes também fizeram testes rápidos para identificar possíveis doenças como hepatites B e C, HIV e sífilis.

A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou uma equipe de médico, técnicos de enfermagem e enfermeiro para a identificação de possíveis casos de internação por conta das dependências químicas. Os abordados tiveram a opção de pedir o tratamento de reabilitação de forma voluntária ou, para os usuários de entorpecentes com casos mais graves, o pedido de internação ocorreu compulsoriamente.

Para isso esteve presente na feira uma equipe da Defensoria Pública. Após o diagnóstico que apontou a necessidade de internação de alguns pacientes, o órgão ficou responsável por solicitar ao Poder Judiciário liminar autorizando a internação compulsória.

Também estiveram disponíveis os serviços de cadastramento e identificação, assim como a regularização da documentação pessoal. A Polícia Militar verificou a ficha criminal de cada um encaminhado pela operação, afim de identificar mandados de prisão em aberto.

Às pessoas que não são de Primavera do Leste e desejaram retornar para a cidade de origem, uma equipe da Secretaria de Assistência Social disponibilizou passagens de ônibus. "O prefeito Léo Bortolin acredita que muitos desses andarilhos estão em Primavera do Leste porque os moradores da cidade se mostram, em sua maioria, bastante caridosos, garantindo esmolas e comidas. Esse é um atrativo para fazer os andarilhos preferirem Primavera do Leste".

Tirar essas pessoas das ruas, para o Capitão da Polícia Militar Coneza, é de extrema importância. "Além de diminuir a vulnerabilidade social e oportunizar o tratamento contra o uso de drogas, esta operação tem o objetivo de aumentar a sensação de segurança pública, já que parte da população se sente coagida com o alto número de pedidos de esmola na área comercial da cidade", comenta o capitão.

fonte: Assessoria

Primavera e seus candidatos para as eleições

Sétima maior economia do estado e um dos municípios com maior qualidade de vida, Primavera do Leste ganha, a cada dia mais destaque no cenário político de Mato Grosso.

Ao Final do período de convenções para escolha dos candidatos nas eleições de outubro próximo, seis nomes oriundos de Primavera do Leste devem enfrentar as urnas em busca de um mandato.

Para tentar ser deputado estadual a cidade lança os seguintes nomes;

- Zeca Viana – PDT (vai tentar um 3º mandato) / Integra o grupo político que apoia Mauro Mendes (DEM)

- Luis Costa – PR (Vereador) / Integra o grupo político que apoia Wellington Fagundes (PR)

- Miley Alves – PV (Vereador e Presidente da Câmara) / Integra o Grupo político que apoia Wellington Fagundes - (PR)

- Toninho Nogueira – Sdd – (Advogado) / Integra o grupo político do Governador Pedro Taques (PSDB)

Para tentar ser deputado(a) federal a cidade lança os seguintes nomes;

- Renata Viana – PDT (Advogada e Consultora) / Integra o grupo que apoia Mauro Mendes (DEM)

- Kinha Juriti – PV (Vereador) / Integra o grupo que apoia Wellington Fagundes

O apresentar Luizinho Magalhães, nome bastante comentado e candidato a deputado estadual em 2006, 2010 e 2014 (não foi eleito em nenhuma), nesta oportunidade não teve seu nome aprovado pela convenção do seu partido (pretendia ser deputado federal), o MDB e não deve concorrer.

Os partidos já estão registrando as atas de convenções na justiça eleitoral e até o dia 15/08, poderá haver mudanças em alguns nomes. Mas não é provável qualquer mudança entre os nomes lançados por Primavera do Leste.

Ely Leal - Redação

Prefeito de Primavera do Leste e de municípios da região estudam a implantação de tecnologia para a destinação correta do lixo

Por meio de consórcio regionalizado, a implantação deve atender as recomendações do Conselho Nacional de Meio Ambiente

Na última sexta-feira (3) o prefeito Léo Bortolin se reuniu com alguns prefeitos e representantes de prefeituras da região. O encontro aconteceu na sala de licitação da Prefeitura de Primavera do Leste, com objetivo de mostrar aos gestores uma possibilidade de destinação correta ao lixo produzido pelas cidades, de forma integrada.

Esteve presente o diretor da empresa paulistana Arizona Ambiental, José Carlos Mora. Na oportunidade ele apresentou a proposta de implantação do reator de pirólise, um equipamento que consegue gerar óleo, gás, biodiesel e energia elétrica, a partir do aquecimento de qualquer resíduo sólido.

Mora fez uma apresentação da viabilidade técnica e econômica para a implantação. Os gestores, agora, estão estudando a possibilidade de contribuir com a implantação do maquinário em Primavera do Leste, para que futuramente atenda as cidades que aceitarem assinar com a empresa uma concessão regionalizada.

Assistiram a apresentação da empresa Arizona Ambiental prefeitos e representantes dos municípios de São Pedro da Cipa, Santo Antônio do Leste, Dom Aquino e Paranatinga.

A tecnologia diferenciada, além de ser amiga do Meio Ambiente, também consegue atender às recomendações do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), fiscalizada pelo Ministério Público.

Em Primavera do Leste, por exemplo, a quantidade de lixo encaminhado para o aterro sanitário, diariamente, totaliza uma média de 60 toneladas. A pirólise seria a opção mais viável.

ENTENDA A PIRÓLISE

O objetivo da pirólise é propor alternativas para o gerenciamento dos resíduos sólidos de qualquer natureza, dando a destinação adequada, promovendo a valorização econômica na forma de geração de energia, reciclagem de materiais e substituição de combustíveis fósseis, com foco na sustentabilidade das ações.

Getúlio invadiu área de empresa para construir ginásio do Cremilda

A Prefeitura Municipal está sendo alvo de ação judicial que pode ao final levar até mesmo a demolição do Ginásio de Esporte da escola Cremilda Viana, localizada no bairro São Cristóvão II ou então a indenizar a empresa pela construção.

Durante a construção da escola, no ano de 2008 e 2009, o então Prefeito Getúlio Viana resolveu construir um ginásio coberto e uma quadra de areia. Ocorre que o espaço do terreno reservado para a construção da escola era pequeno e ele decidiu retomar o terreno, que havia sido doado para a empresa POA Têxtil S.A. onde seria construída uma ampliação da fábrica.

Só que Getúlio fez isso, sem uma decisão judicial acerca da retomada da doação, apenas com um parecer da Secretaria de Indústria e Comércio e um comunicado extrajudicial á empresa.

A empresa contestou a retomada, a ação judicial levou alguns anos para ser resolvida e a solução da justiça foi pela não retomada do imóvel doado. Ou seja, o terreno continua pertencendo a empresa e o Ginásio está construído em terreno invadido.

No dia 10/10/2011, finalmente a Prefeitura expediu notificação extrajudicial para desocupação do Imóvel. A empresa contestou. A ação foi parar na justiça que deu ganho de causa a empresa.

Em decisão exarada no dia 10 de Abril de 2018, a MM. Juiza Myrian Pavel Schenkel, decidiu que; "... Ante o exposto, e por tudo o mais que dos Autos consta, com fundamento no artigo 487, I, do Código de Processo Civil, JULGO PROCEDENTE o pedido inicial para CONDENAR o requerido a pagar a indenização pela desapropriação indireta da área de 4.300 mts² descrito na inicial, cujo valor será apurado em liquidação de sentença...", diz ela na sentença.

Caberá ao atual Prefeito Léo Bortolin negociar uma saída para o imbróglio e encontra uma solução, seja demolindo o Ginásio e entregando o terreno, seja recorrendo da decisão judicial de 1º instância que anulou a retomada, seja ofertando uma nova área para a empresa ou pagando a indenização pela área ocupada.

Ely Leal - Redação

 

Prefeitura divulga valor de VTN para declaração de ITR 2018

A Prefeitura Municipal de Primavera do Leste publicou, oficialmente, no dia 27 de julho de 2018, o novo valor para as declarações de imposto territorial rural de 2018, o Valor da Terra Nua (VTN) foi decidido após reuniões com a classe contabilista.

O imposto que é obrigatório a todo produtor rural proprietário de extensões de terras, deve obedecer a nova tabela de valores especificada para 2018. "Desde 2009 passou a vigorar um novo convênio que estipula a responsabilidade de fiscalização por parte dos municípios conveniados a receita federal para fiscalização do pagamento do imposto, que após convênio é destinado 100% ao município", explicou Louise Sant' Ana, fiscal tributário municipal responsável pela fiscalização do ITR.

A nova tabela de valores que especifica o valor do VTN no município, traz seis denominações de tipos de propriedades e está disponível no Diário Oficial do município. Os valores variam de acordo com a denominação do solo, especificada pelo produtor. O setor de fiscalização da Prefeitura Municipal conta com mapa que foi elaborado após estudos técnicos, do departamento de agricultura municipal, que é baseado em análises de laudos técnicos de estudo do solo.

Os produtores devem seguir a tabela abaixo para calcular o valor do ITR.

A declaração deve ser entregue até 30 de setembro, via plataforma digital da Receita Federal. "O produtor que necessitar de auxílio para classificação de sua área deve procurar a COORDENADORIA DE FISCALIZAÇÃO da Prefeitura Municipal para esclarecimentos", destacou a fiscal Louise Sant' Ana.

Para as retificações que se fizerem necessárias, segue abaixo os valores de VTN de anos anteriores:

2015 – Agricultura R$ 3.850,00/há – Pecuária R$ 1.650,00/há

2016 – Agricultura R$ 4.255,79/há – Pecuária R$ 1.823,91/há

Prefeito inicia tratativas com Águas para reduzir abusos

O Prefeito Leonardo Bortolin, representando o poder público concedente, abriu conversações com a empresa Águas de Primavera, empresa concessionária,  para sanar ao menos algumas das várias demandas que hoje colocam a concessionária como a empresa que está sendo denunciada pelo Ministério Público, investigada por uma Comissão Parlamentar de Inquéritos dos vereadores e lidera as reclamações as redes sociais.

O munícipe primaverense paga valores altos para receber o fornecimento da água e ainda sofre uma pesada taxação dos serviços de esgoto, que chega a 70% do valor da conta de água, mesmo que não utilize os serviços. Basta que o sistema esteja disponível na rua.

Lpéo Bortolin espera reduzir essa taxação desmedida e absurda, que conta no contrato de concessão, para um valor mais realista. Além disso, o prefeito quer que a empresa cobre uma conta, em alguns bairros periféricos mais necessitados, de um valor fixo denominado, valor social da conta de água.

Além disso, a questão da Lagoa de decantação da empresa, localizada a céu aberto nas proximidades da região central, também é tema de discussão entre o Prefeito e a direção da Águas. Leonardo pede a implantação do mesmo sistema de tratamento de dejetos que foi implantado em Sinop onde aliás, a concessionária é a mesma de Primavera. Todas pertencem a empresa Nascentes do Xingu.

Além disso, Leonardo quer concluir até o final deste ano o compromisso da empresa em sanar a questão do esgoto na região do bairro Castelândia, uma antiga reivindicação dos moradores.

Ely Leal - Redação

Exposição de Moacyr Freitas no Salão das Águas está terminando

Os quadros que relatam a história de Mato Grosso ficarão expostos até o próximo dia 15

A exposição de Moacyr Freitas está prestes a terminar em Primavera do Leste. Quem ainda não visitou as pinturas do artista no Salão das Águas tem até o dia 15 de agosto para apreciar quadros que relatam a história de Mato Grosso por meio da pintura.

O público em geral pode conhecer a exposição. O Salão das Águas está aberto todas as segundas, quartas e sextas-feiras, das 7h às 11h e das 13h às 21h. Aos finais de semana a visitação é liberada ao público apenas aos domingos, das 16h às 19h. O Salão das Águas está localizado na Avenida dos Lagos, no contêiner conhecido como Yellow.

A EXPOSIÇÃO

Gurupira é a primeira exposição exibida no Salão das Águas.  O pintor Moacyr conta, através das telas, a história de Mato Grosso, sua colonização fundamentada em registros históricos, ressaltando a chegada dos bandeirantes e a descoberta dos índios nesse território. A intenção da Secretaria de Cultura é manter exposições permanentes durante todo o ano.

QUEM É MOACYR FREITAS

Moacyr nasceu em 7 de junho de 1930, em Cuiabá. Em 1960 ele se formou pela Faculdade Nacional de Arquitetura e Urbanismo da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro. Além disso, ele é escritor. Após a aposentadoria começou a desenhar e pintar, em 1991, quando entrou para o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso.

Moacyr Freitas também foi um dos idealizadores do Centro Político Administrativo (CPA) de Cuiabá. Amante da história e da cultura regional, o artista contribuiu com o acervo pictórico o Estado, ao deixar registradas, em suas telas, cenas dos períodos provincial e colonial de Mato Grosso.

Projeto vencedor do concurso Planejando PVA é revelado

As alunas autoras do trabalho foram premiadas e certificadas na última quinta-feira (26)

A Prefeitura de Primavera do Leste revelou o projeto do portal de entrada da cidade, que será instalado na MT-130, sentido Paranatinga. O portal foi escolhido por meio do concurso Planejando PVA, que contou com a participação de alunos de arquitetura e urbanismo da UNIC. As estudantes vencedoras é a dupla Jacqueline Torres Felipe Figueiredo e Franciele Garcia Magalhães da Silva. Elas receberam prêmio de R$ 1 mil. A premiação aconteceu após o evento Prestando Contas, na última quinta-feira (26).

Elas aceitaram o desafio de criar o projeto do portal utilizando materiais próprios para o ambiente e com recurso financeiro determinado. Esta parceria da prefeitura com a universidade teve como objetivo contribuir para o desenvolvimento dos acadêmicos e também da cidade.

Em segundo lugar ficou a dupla Camila de Souza Nicodemos e Ana Carla Alves Romancini Bruzzo. Em terceira colocação ficou a dupla Viviana Gonçalves da Silva Barbosa e Gesualdo Serrano da Costa. E em quarto lugar ficou a dupla Milena Valadares Pereira e Paolla Menezes. Para as segundas colocadas o prêmio foi de R$ 500. Os terceiros e quartos colocados receberam certificados.

Para o prefeito Léo Bortolin, esse é um projeto que vai ao encontro de uma das vertentes desta gestão – o embelezamento e zelo pela cidade, oferecendo oportunidades de lazer, com espaços bem cuidados, arborização, qualidade de vida, além das áreas essenciais – saúde, educação, infraestrutura. "A nossa gestão tem esse pensamento aberto, plural e, essa parceria com os acadêmicos permite um avanço significativo para alcançar nosso objetivo - tornar Primavera uma das cidades mais bonitas do Estado e melhor para se viver".

A prefeitura agradece a participação de todos os inscritos pelo empenho e dedicação.

Caso Luizinho – Jornalismo Verdade

Em período eleitoral é comum observar grupos políticos desqualificando veículos de comunicação, cujo trabalho é informar fatos e não fazer campanha. Noticia publicada pelo CORREIO DA CIDADE MT de que o pré-candidato Luizinho Magalhães havia sido condenado pela prática do crime eleitoral de captação ilícita de votos, rendeu ataques ao trabalho do veículo de comunicação, principalmente nas redes sociais onde os apoiadores do pré-candidato são useiros e vezeiros da pratica de atacar a honra e dignidade das pessoas com a propagação da mentiras, da injúrias, das calúnias e difamações.

Durante reunião onde era para ser lançado oficialmente pré-candidato pelo MDB na semana passada, no Ceagro em Primavera do Leste, Luizinho preferiu adiar o anúncio até o dia 30/07. Ao ser questionado sobre uma liminar e a ação na qual foi condenado, Luizinho disse que nada mais há contra ele e que votação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o voto do Ministro Gilmar Mendes (Sim, ele mesmo!) havia lhe inocentado e que, portanto ele estaria livre para concorrer.

Luizinho não foi fiel aos fatos. Para esclarecer a situação e com o proposito de que o eleitor primaverense saiba a realidade de sua condição, para que faça suas escolhas conscientemente caso ele tenha o nome de Luizinho entre as opções de escolha, publicamos agora uma matéria completa sobre o tema.

O CRIME

48 horas antes das eleições de 2010, a Policia Federal foi averiguar denúncia de compra de votos com vale-combustível no comitê do candidato Luizinho em Rondonópolis.  Ao chegar ao local, os agentes encontraram uma aglomeração de veículos e pessoas e entraram no comitê de Luizinho, onde pegaram tickets de vales-combustíveis com o próprio candidato.

Na ocasião, os agentes da Polícia Federal foram informados de que cada ticket valia 10 litros de combustível que poderiam ser retirados em um posto da cidade. Os tickets vinham acompanhados de materiais de campanha do candidato.

Além disso, no comitê havia, com os cabos eleitorais, Percio Andrei Vieira e Vagna Bezerra Batista de Silva, que também foram condenados pelo crime de compra de votos, uma lista de beneficiados com os tickets de vales-combustíveis.

1º CONDENAÇÃO e TRE

No dia 04 de maio de 2015, Luizinho foi condenado pela juíza Maria das Graças Gomes Costa, da 45ª Zona Eleitoral, em Rondonópolis. Ele teve os direitos políticos suspensos e recebeu pena de 1 ano e 2 meses de prisão, que foi substituída em prestação de serviços comunitários. "Tendo em vista tais circunstâncias, é de se concluir que houve a intenção dos denunciados de favorecer a candidatura de Luiz Carlos Magalhães da Silva, configurando, portanto, o dolo específico. Alia-se a isso o fato de que algumas das pessoas inquiridas durante o Inquérito Policial asseguraram que a eles foi realizado pedido de voto em troca do vale combustível. O dolo específico consiste em dar a vantagem com a finalidade direta de obter o voto do eleitor", relatou a magistrada naquela decisão. 

Luizinho Magalhães recorreu da pena que lhe foi imposta ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) na capital Cuiabá. Naquele colegiado, a pena de Luizinho foi mantida por decisão unânime (assim como aconteceu com Getúlio Viana) do plenário, que recusou os embargos de declaração.

BRASÍLIA NO TSE

A partir de agora o Jornal informa a movimentação do processo por data no Recurso Especial (RESP) no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em Brasília.

01/09/2016 – Luizinho Magalhães protocola o RESP. nº 43-30.2013.6.11.0045, através do advogado Maurício José Camargo Castilho Soares e outros. Por sorteio, a relatoria do processo vai para a Ministra do TSE, Luciana Lóssio.

16/09/2016 – O Ministério Público Eleitoral faz requerimento ao TSE pedindo que Luizinho cumpra a pena na qual foi condenado.

22/09/2016 – O T.S.E.  nega o pedido do MPE para que Luizinho comece a cumprir a pena.

30/09/2016 – MPE entra com agravo regimental contra decisão de negar início do cumprimento da pena.

13/12/2016 – Decisão da Relatora Ministra Luciana Lóssio negando todos os pedidos de Luizinho, mantendo condenação e declarando perda do objetivo do agravo do MPE, já que estava mantendo a condenação.

18/12/2016 – Luizinho coloca recurso (Agravo Rergimental) contra decisão da Ministra Luciana Lóssio pela sua condenação.

01/02/2017 – Agravo Regimental do MPE e contrarrazões do agravo regimental de Luizinho.

24/08/2017 – Acordão nega provimento ao agravo regimental feito pelo MPE

06/10/2017 – Embargos de Declaração proposto por Luizinho.

23/10/2017 – Contrarazões do MPE aos embargos

23/10/2017 – MPE interpôs recurso extraordinário

05/12/2017 – Rejeitado os Embargos de Declaração

07/02/2018 – Recurso Extraordinário de Luizinho contra rejeição dos Embargos

27/02/2018 – Protocolado Requerimento de Luizinho

24/04/2018 – Contrarazões de Luizinho contra o Recurso Extraordinário de Luizinho.

23/05/2018 – Autos recebidos pela secretaria da Presidência  (Fase de inclusão em pauta do julgamento do Recurso Extraordinário) – Última movimentação do processo.

Como as condenações de Luiz Carlos Magalhães Silva, Luizinho Magalhães, estão em grau de recurso, ou seja, estão sendo contestadas, ele ou qualquer pessoa pode retirar uma certidão negativa, pois seu processo não chegou ao final (transitado em julgado) e sem a finalização do processo, a certidão pode ser emitida. Como o processo está bem próximo do fim, na Justiça Eleitoral em todas as instâncias (veja abaixo que ele pode ainda recorrer no STF), é bem provável que Luizinho possa ser candidato e se vencer, pode tomar posse. Entretanto, como a ministra - relatora rejeitou todos os seus pedidos, Luizinho tem grandes chances de ser condenado e nesse caso, perde o mandato que estiver exercendo. Qualquer um. 

Importante observar que todos os procedimentos para protelar o cumprimento da pena e a confirmar da condenação, por parte de Luizinho Magalhães são legais e estão dentro do rito processual da justiça, mas um advogado consultado pelo CORREIO DA CIDADE MT afirma categoricamente que todos os procedimentos protelatórios, embora legais, tem o claro objetivo de adiar a decisão final. Perguntado qual o  objetivo dessas manobras o advogado respondeu que normalmente se age assim, buscando que o processo vença na parte punitiva (prescrição).

Se o pré candidato Luizinho tentar uma candidatura a qualquer cargo eletivo, seu pedido de registro inicial deverá ser negado pela Justiça Eleitoral por causa da condenação que ele sofreu em 1º e 2º Instâncias e por causa do Relatório da Ministra Luciana Lóssio (TSE) que negou todos os pedidos de Luizinho na RESP citada acima.

Mas Luizinho poderá obter uma Liminar pois o seu caso ainda não foi julgado em plenário do TSE (Apenas a parte dos embargos foram julgados) e com essa liminar ele pode ser candidato. Se a decisão final do plenário acompanhar a decisão da relatora, Luizinho deverá ser condenado e tem início o cumprimento da pena, que inclui perda dos direitos políticos e prisão convertida em trabalhos comunitários, além dos dias-multas que terá de pagar.

Se ele estiver eleito e exercendo um cargo público, deverá ser afastado pelo tempo da pena, perdendo o cargo.

Ele ainda poderá recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal), mas neste caso a pena já estará em andamento. Ou seja, se perder no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mesmo que recorra ao STF, perderá seus direitos políticos.  

A informação verdadeira dos fatos são essas apuradas pelo JORNAL CORREIO DA CIDADE MT, com assessoria de um advogado especializado em casos análogos.

HISTÓRICO 

Vereador eleito em 2004 e reeleito em 2008, Luzinho ficou na suplência da Assembleia Legislativa, em 2006 e também em 2010, após conseguir 16.558 votos, chegando a assumir a cadeira titular por mais de um ano (Após renunciar dois anos – 2011 e 2012 – do mandato de vereador), quando o então deputado Antônio Azambuja assumiu a Secretaria de Esportes. No último pleito, em 2014, Luizinho ficou com 13.502 pelo então PSD de José Riva, alcançando a terceira suplência da coligação. Ensaiou uma candidatura a prefeito, em novembro de 2017, nas eleições extemporâneas após a cassação de Getúlio Viana, mas retirou seu nome para apoiar Leonardo Bortolin (MDB).

Ely Leal - Redação

 

 

Assinar este feed RSS

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px