Banner Superior

Empresário é preso por furto de energia que dá para alimentar cidade por 2 meses

Operação conjunta realizada pela Energisa Mato Grosso, Politec e Polícia Civil de Mato Grosso resultou na autuação e prisão do proprietário da Star Cotton Algodoeira e Armazens Gerais Ldta em Primavera do Leste por furto qualificado de energia elétrica. A empresa estava com a rede elétrica ligada diretamente na rede de distribuição e furtando aproximadamente 720 MWh de energia, total suficiente para abastecer uma cidade no porte de São Pedro da Cipa por dois meses.

O gerente também foi conduzido pela Polícia Civil para esclarecimentos. Pelos cálculos da Energisa, o total furtado representa uma fatura em torno de R$ 430 mil, sendo que R$ 117 mil seria de arrecadação de ICMS ao Estado. A operação aconteceu na manhã desta terça (2). Além da responder criminalmente, o responsável terá que pagar todo o consumo desviado desde a data em que fez a ligação direta.

Sidney Tavares, gerente de Combate à Perdas da Energisa Mato Grosso, conta que a distribuidora já estava monitorando a algodoeira por meio de um trabalho prévio de inteligência. “No local, confirmamos que a unidade consumidora da algodoeira estava desligada no sistema da Energisa desde novembro de 2017, porém, estava consumindo energia normalmente, sem que fosse registrado ou faturado corretamente”, relata Sidney.

O delegado Regional de Primavera do Leste, Rafael Fossari, pontua que o furto de energia é crime e que, dependendo do caso, ainda pode ser considerado qualificado, que é inafiançável. “É importante que as pessoas tenham clareza de que esse tipo furto não ficará impune. A Polícia Civil, em parceria com a Energisa e Politec tem feito um trabalho rigoroso para combater estes crimes”.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px