Banner Superior

Juiz é baleado por réu em audiência

O juiz Carlos Eduardo de Moraes e Silva foi baleado por um réu, na tarde desta segunda (1), durante uma audiência no Fórum da cidade de Vila Rica (a 1.259 km de Cuiabá).

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito entrou, junto com o advogado, na sala de audiências de custódia.

Era por volta das 15h, período de intervalo. Os dois foram em direção ao juiz e ao promotor, para solicitar que fosse marcada a data do julgamento do suspeito, referente a um processo no qual ele é réu.

Neste momento, o homem sacou a arma de fogo e apontou em direção ao magistrado. Os dois teriam entrado em luta corporal, momento em que o suspeito disparou contra o juiz e atingiu o ombro do magistrado.

Em seguida, o policial militar que faz segurança no Fórum, e tinha ido buscar um preso para audiência, se aproximou e atirou contra o suspeito, que morreu no local.

A Polícia Civil foi ao local após o crime, para dar início às investigações. Peritos estão a caminho do Fórum, para analisar o local. Um inquérito policial será instaurado para apurar o caso.

“Foi uma situação horrível. Foi um pânico. Foi tudo muito assustador. É muito triste ver como estamos vulneráveis”, disse uma testemunha, que estava no Fórum no momento do crime.

Estado de saúde

O juiz foi encaminhado para um hospital e, segundo a equipe médica que o atendeu, não corre riscos de morte. Por ser a região com hospital mais próximo, ele será transferido para Palmas (TO), nas próximas horas, onde passará por procedimentos cirúrgicos.

Outros ataques

O juiz de Vila Rica é o terceiro magistrado atacado no Estado em pouco mais de um mês. Em 27 de setembro, o juiz Jorge Hassib Ibrahim, de Paranatinga (a 411 km de Cuiabá), foi alvo de socos desferidos pelo advogado Homero Amilcar Nedel, 59 anos. A agressão teria sido motivada em virtude de uma audiência conduzida pelo magistrado na qual uma advogada, filha do suspeito, teria participado.

Depois de agredir o juiz, Nedel foi contido com por um policial militar e, posteriormente, foi encaminhado para a delegacia. O homem permanece preso.

O caso anterior aconteceu em 31 de agosto, quando o réu Odinei Batista de Jesus, 25 anos, arremessou uma garrafa d'água e ameaçou o juiz Bruno César Singulani França, durante o julgamento dele, em Nova Monte Verde (a 920 km de Cuiabá).

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px