Banner Superior

Prateleiras esvaziam, preços de mercadorias aumentam e qualidade diminui

Reflexo da greve dos caminhonheiros que já dura cinco dias, comerciantes e consumidores de Mato Grosso afirmam que as mercadorias em estoque estão acabando e os preços dos produtos que ainda restam aumentaram pelo menos três vezes.

Segundo o feirante Thiago Nogueira, o valor dos legumes já apresentam alta no preço, em relação a semana anterior. O saco de batata que variava entre R$ 70 e R$ 90, passou a custar R$ 300.

“É uma situação difícil, temos clientes fixos e não podemos elevar os preços para eles. Com isso, o lucro caí e acabamos perdendo. O estoque diminuiu, os preços aumentaram e, em consequência, os clientes sumiram”, disse.

Gilson Jader, que também é feirante, conta que além da batata, o tomate sofreu uma grande alteração no preço.

Por causa dos preços altos, a comerciante Nilzabete de Souza diz que não consegue repôr a mercadoria no estoque.

“Não tem nada. Tomate, cebola, repolho que era o que mais vendia, não tem mais em estoque. As mercadorias estão presas nos caminhões. Os lugares que ainda estão vendendo em sacas, não consigo comprar, é tudo muito caro”, relatou.

Em Primavera do Leste, o preço do kg da couve-flor chegou a custar R$ 20. O estabelecimento, entretanto, negou que o valor tenha influência da greve dos caminhoneiros.

Segundo o gerente, os funcionários se esqueceram de alterar o valor na balança na hora de etiquetar o produto. O equívoco seria desfeito ainda nesta sexta-feira (25).

Consumidores

Com medo de ficar sem mercadorias, os consumidores estão estocando produtos e também apontam o aumento nos preços.

De acordo com a esteticista Cíntia Amaral, além dos preços, os produtos nos mercados atacadistas e pequenos comércios, estão com poucas mercadorias nas prateleiras e a qualidade baixa.

Segundo o sociólogo Hélio Silva, a greve é necessária para a melhora na política de preços.

“É uma greve justa, é necessário os protestos para que o país melhore. Produzimos aqui e exportamos o produto bruto, depois compramos por preços absurdos, devido aos impostos”, explicou.

Recomendação

Em nota, o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor de Mato Grosso (Procon), alerta os consumidores em relação aos preços abusivos.

De acordo com o órgão, os clientes que se sentirem lesados, deve procurar o Procon e apresentar o cupom fiscal de compra para fazer a denúncia, pessoalmente ou via e-mail (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).

fonte: G1MT

Cerca de 5 mil pessoas se reúnem em apoio aos caminhoneiros

A maior parte das empresas fechou a partir às 15h30 desta sexta-feira (25)

A organização da manifestação que ocorreu em Primavera do Leste, às 15h30 desta sexta-feira (25), estima que aproximadamente cinco mil pessoas estiveram reunidas na Praça de Eventos da cidade, em apoio aos caminhoneiros que realizaram o fechamento de rodovias federais e estaduais para a passagem de caminhões com cargas não perecíveis. Boa parte das empresas fechou as portas. Na multidão haviam muitos trabalhadores uniformizados, além de crianças, jovens, adultos e idosos.

Os líderes dos caminhoneiros demonstraram satisfação em perceber que o movimento tomou proporção que vai além das manifestações nas estradas. Eles entendem que esse protesto é para o bem de toda a população, e não somente à classe dos caminhoneiros.

O prefeito Léo Bortolin, que junto às entidades de Primavera do Leste e Câmara Municipal apoia as manifestações, disse que a cidade é uma das primeiras do Estado de Mato Grosso a abraçar e reconhecer a legitimidade desse movimento pacífico que está tomando conta das ruas do país.

"Todas as entidades abraçaram a causa porque isso é uma luta de todo primaverense e todos os brasileiros. Organizamos toda essa paralisação em menos de 24 horas. Aqui nós prestamos a nossa homenagem aos agricultores e caminhoneiros que foram capazes de parar todo o Brasil", declarou Bortolin. Léo também disse que enquanto não tiver um acordo digno, a prefeitura e os trabalhadores de Primavera estarão em apoio à classe.

Como demonstração de manifesto consciente, o presidente da Câmara dos Vereadores, Miley Alves e o vereador Carlinhos Instrutor foram para o manifesto de bicicleta. Eles fizeram o trajeto de ida e volta partindo do Primavera III até a Praça de Eventos. A distância ultrapassa os sete quilômetros. "Não abasteci o carro de propósito. Temos que ajudar a parar o Brasil para que os governantes entendam que a população não aceita mais ser enganada", disse o residente.

O prefeito também leu e entregou o documento público de manifesto em prol dos caminhoneiros, assinado pelos representantes de mais de 20 entidades que garantiram apoio ao protesto.

Diz parte do documento: "A sociedade de Primavera do Leste, vem apoiando desde o início, no dia 21 de maio de 2018, o manifesto ordeiro e pacífico dos caminhoneiros, do qual retificamos, neste momento, esse apoio, tendo em vista o aumento diário dos preços dos combustíveis e carga tributária excessiva, a qual está inviabilizando diversos setores, causando um dano irreparável ao município, região e país".

O documento ainda afirma que "a sociedade de Primavera do Leste não vai aceitar mais tanto abuso cometido contra essa classe, bem como outras categorias. Estamos todos juntos nessa".

Participaram do ato ao manifesto o vice-prefeito Sérgio Fava; o prefeito Léo Bortolin; vereadores; Sindicato Rural; Maçonaria; OAB de Primavera do Leste; Lions Clube; CDL; Aciple; Primacredi; Coaprima e outras entidades.

Cidade ganha salão permanente de exposições artísticas

O espaço funciona na antiga Yello, onde está instalada a Secretaria de Cultura

Primavera do Leste está caminhando no sentido de se tornar referência para o cenário cultural de Mato Grosso. Na última quinta-feira (24) ocorreu a cerimônia de inauguração do Salão das Águas, espaço que proporciona aos moradores e visitantes o acesso às exposições artísticas. O Salão das Águas está localizado na Avenida dos Lagos, no contêiner conhecido como Yello.

O espaço também é a nova instalação da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Juventude (Secult). Ainda na cerimônia de inauguração ocorreu a abertura do Fundo Municipal de Cultura, que deve angariar verba para as manifestações culturais desenvolvidas na cidade.

O contêiner foi escolhido pelo prefeito Léo Bortolin. Ele - além de apoiar os movimentos culturais, entendendo que essa é uma ferramenta importante contra a vulnerabilidade social e violência - identificou a Yello como um espaço que tem sintonia com a Secretaria de Cultura, pela estrutura física diferenciada.

Na mesma linha de pensamento, visando a evolução cultural em Primavera, o secretário de Cultura, Wanderson Lana, teve a ideia de abrir o salão de exposições para proporcionar uma novidade para Primavera, que com essa ação se coloca à frente da maioria dos municípios do país.

A primeira exposição, que estará disponível à população até agosto desse ano, traz pinturas do artista plástico mato-grossense Moacyr de Freitas. Com essa exposição intitulada: "Grupiara – Vermelho/povo, dourado/chão", o pintor apresenta, pelas telas, a história de Mato Grosso. A intenção da Secretaria é manter exposições permanentes durante todo o ano, onde serão recebidas as escolas e toda a população interessada.

O secretário de cultura disse que a equipe da Secretaria está extasiada. "As pessoas que visitam o Lago podem conhecer o espaço que sempre estará apresentando exposições diferentes. A secretaria vai readequar os horários para atender a população. Poucas cidades do Brasil possuem sala de exposição e, agora, Primavera tem uma com muita qualidade e bonita, proporcionando mais qualidade de vida aos primaverenses".

Lana também comentou que o Fundo Municipal de Cultura (FmuCpva) é um mecanismo da sociedade. A própria população construiu o Fundo, que recebe destinação do governo municipal e pode receber verba, também, da iniciativa privada.

O secretário reafirmou que "esses recursos serão revertidos para os artistas através de edital de seleção. Se tiver um artista que vai montar espetáculo de dança, ele precisa de figurino, cenário e sapatilha. Esse dinheiro retorna para o comércio local, movimentando a economia e criando espaços de apresentações culturais o ano inteiro".

Já o prefeito Léo Bortolin salientou que a cena da cultura em Primavera tem crescido muito, e prevê que em pouco tempo a cidade será referência nacional, devido aos projetos, qualidade dos artistas e equipamentos públicos dedicados à cultura. "Gostaria de deixar o convite a toda população. Venha conhecer mais esse ponto turístico de nossa cidade".

Representando a Câmara de Vereadores, o parlamentar Manoel Mazutti disse que esse é o maior passo que a cultura de Primavera já deu desde o início da cidade. "Acho que a população precisa entender que a cultura vem para tirar a escravidão intelectual dos povos. Esta é a transformação cultural de Primavera".

A SECULT

A pasta tem quatro anos de fundação, com o objetivo de criar políticas públicas de fomentação às artes, por meio de equipamentos culturais para atender a cena do município. Toda a equipe da secretaria é formada por artistas.

São algumas atividades desenvolvidas pela Secult: Bailinho da Pista; Por do Sol com MPB; Circuito do Rock; Natal dos Sonhos; réveillon; Festival de Dança Tema Cinema; Festival de Teatro Velha Joana; Festival Estudantil temático de Teatro para o Trânsito; Festival Cinema do Minuto; Festival de Culturas de Primavera do Leste; Circula Velha Joana; manutenção das bibliotecas contêineres; Ilha Cultural do Aniversário de primavera do Leste; Prima Canta; Festival Castro Alves de poesia, dentre outras.

Primaverense ganha mais de R$ 200 mil na Lotofácil

O sorteio de nº 1667 da lotofácil, jogo de azar administrado pela Caixa Econômica Federal, realizado no início da noite desta sexta-feira, 25/05, na cidade de Fernandópolis, estado de São Paulo, apresentou 6 vencedores que acertaram as 15 dezenas sorteadas.

Eles dividiram o prêmio principal de R$ 1.276.573,92, cabendo a cada acertador o total de R$ 212.762,32. Um dos acertadores é de Primavera do Leste. Os outros acertadores foram de Porto Seguro – BA, Portel – PA, Ribeirão Pires – SP, Salvador – BA e Belo Horizonte – MG.

Os números sorteados foram; 01, 02, 03, 04, 08, 10, 11, 13, 16,  18, 20, 22, 23, 24, 25. Como é obrigatório, a Caixa Econômica Federal  não divulga o nome do ganhador. Este só poderá receber o prêmio, a partir de segunda feira.

Corinthians perde em casa na estréia de Loss

O já classificado Corinthians perdeu para o Millonarios, da Colômbia, nesta quinta-feira, na Arena Corinthians, em São Paulo, pela sexta e última rodada do Grupo G da Copa Libertadores. Foi a estreia do técnico Osmar Loss, que repetiu a formação titular habitual, mas não conseguiu vencer: perdeu por 1 a 0 – gol de Carrillo.  O resultado não impediu o campeão brasileiro de ficar com a liderança do grupo 7 da Libertadores, que também teve o Independiente avançando.

Com isso, o Corinthians  encerra a participação na fase grupos com dez pontos, mas sofreu duas derrotas como anfitrião: no início deste mês, caiu diante do Independiente por 2 a 1. Os últimos pontos marcados pela equipe em casa vieram da vitória sobre o Deportivo Lara por 2 a 0, em março.

  • 0

Comércio de Primavera deve fechar as portas na tarde desta sexta

A partir das 15h30 haverá mobilização na Praça de Eventos da cidade

Entidades de Primavera do Leste, junto aos vereadores e o prefeito Léo Bortolin, definiram em reunião, realizada no gabinete do prefeito, às 16h desta quinta-feira (25), fomentar o apoio à greve dos caminhoneiros. As entidades assinaram documento de mobilização pública, afim de que o comércio da cidade interrompa as atividades a partir das 15h30 desta sexta-feira (25). A mobilização também visa reunir o maior número de pessoas e comerciantes na Praça de Eventos, para protesto.

Após o fechamento do comércio local, as entidades decidiram ler e entregar o documento público aos líderes dos caminhoneiros manifestantes. Parte dos protestantes, no mesmo horário, sairá dos pontos de barragem e irá de encontro à população, na Praça.

De acordo com o prefeito Léo Bortolin, essa iniciativa tem como objetivo unir forças e proliferar a ideia aos demais municípios do estado e Brasil. "É um movimento que começou e não pode parar até que as reivindicações, que é de interesse de todos, sejam atendidas pelo governo federal", destacou o prefeito na reunião.

O representante do Sindicato Rural de Primavera do Leste, Marcos Bravin, disse que se a população deixar o preço dos combustíveis no valor que está, todos os outros produtos que dependem dos transportes terrestres para chegarem aos destinos irão sofrer alta também.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Wolf, na presença de todos, revelou que os serviços essenciais, como coleta de lixo e limpeza, só têm o prazo de mais uma semana para funcionar, caso a greve continue, e que por isso é importante que haja uma mobilização municipal, estadual e nacional, para pressionar os governantes ao acordo comum.

Já o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Naudi Rohr, emitiu opinião afirmando que o governo não tem escrúpulos para prejudicar os cidadãos de bem. "Acredito que só a força do povo reunido pode intimidar a presidência do nosso país. Por isso convidamos a população de Primavera do Leste para que fechem as portas de seus comércios nesta sexta-feira, às 15h30, e venha para a rua com a gente", diz Naudi.

Segundo o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Primavera do Leste (Aciple), Ubiratan Ferreira da Silva, "a associação também apoio o movimento, porque é inaceitável mais aumento de impostos, que prejudica, como sempre, os empresários e o consumidor final".

Nesta sexta-feira (25) os órgãos públicos de Primavera do Leste, por força de decreto publicado no Diário Oficial nesta quinta-feira (24), não irão funcionar, exceto os serviços essenciais como: coleta de lixo; saúde; e educação, por conta do calendário letivo.

Participaram da reunião de organização ao manifesto desta sexta-feira (25): o vice-prefeito Sérgio Fava; o prefeito Léo Bortolin; vereadores; Sindicato Rural; Maçonaria; OAB de Primavera do Leste; Lions Clube; CDL; Aciple; Primacredi; e Coaprima.

Ascom - Prefeitura de Primavera do Leste

Entrevista Vereador Antonio Marcos - Pirú

O Jornal CORREIO DA CIDADE MT entrevista o vereador Antonio Marcos que assumiu o mandato em substituição ao vereador Josafá Martins Barbosa, ambos do PP, que foi afastado por quebra de decoro parlamentar. Assista ao Vídeo!

 

  • 0

Banda Salomanos circula por Mato Grosso e Primavera é a primeira parada!

Os músicos realizam oficina de rimologia na sexta-feira (25) e no sábado (26) é dia de show, a partir das 19 horas, na Concha Acústica. As atividades são gratuitas

Uma das bandas mais representativas do movimento hip hop mato-grossense, a banda Salomanos, inicia neste fim de semana a circulação da turnê "O caminho". A primeira parada é Primavera do Leste, nos dias 25 e 26 de maio. No primeiro dia, realizam oficina e no sábado, fazem show gratuito a partir das 19 horas, na Concha Acústica da Praça Adão Donin.  

Uma ótima oportunidade para o público de Primavera conhecer a produção do grupo dedicado a experimentações musicais marcadas pela fusão do rap, reggae e rock e que versa sobre o cotidiano e os contrastes sociais. Na sequência, é a vez do público cuiabano. No dia 01 de junho, também tem show gratuito, no Sesc Arsenal.

As letras da Salomanos retratam o cenário e os conflitos da periferia e incorporadas à sonoridade urbana, configuram-se como hinos de positividade e autoestima. A música é uma das artes mais populares e uma das ferramentas mais eficazes de transformação social. É nisto que apostam os músicos P. Brother (vocal), Fabrício Pimenta (guitarra), Igor Carvalho (contrabaixo elétrico) e Vinícius Barros (bateria) ao idealizarem as músicas da banda.

De acordo com o vocalista, P. Brother, a circulação por cidades mato-grossenses marca uma nova fase. "Depois do primeiro disco lançado, o Nossas Raízes, nos sentimos ainda mais envolvidos pelas potencialidades e inventividade da música e poder divulgar este trabalho a vários públicos nos deixa com o ânimo renovado e nos dá ainda mais entusiasmo para continuar criando", declara. 

A banda segue empenhada em pesquisar novas sonoridades e agregar ainda mais valores ao trabalho. "A referência sonora do grupo contém toda a diversidade cultural típica do nosso país, permeada por experimentalismos e letras que criticam de forma contundente o flagelo social que envolve as comunidades periféricas e que são sonoramente ignorados por todas as esferas do poder. Falamos sobre conflitos entre classes e o cotidiano da periferia", diz com a propriedade de quem vivencia essa realidade.

Oficina

Como o som une poesia a uma pulsação veloz, um dos traços mais significativos não figura só na melodia e harmonia, mas especialmente no texto e linha vocal. Para tratar desta nuance da música inspirada pelo movimento hip hop, a circulação do projeto aprovado pelo edital Circula MT, da Secretaria de Estado de Cultura, inclui uma oficina gratuita de rimologia.

Com duração de três horas, os facilitadores da banda contextualizam a história do movimento baseado em quatro elementos, o break, grafite, DJ, e o MC e logo, convocam os presentes para a prática musical. É então a partir daí, que os participantes aprendem a fazer rimas nos formatos de escrita, rimas diretas, intercaladas e rimas casadas, além de tipos de levada (forma de cantar). Para arrematar o processo de composição compartilhado, ao final, uma base sampleada servirá de bit para os MCs.  Para esta atividade de formação, são disponibilizadas 30 vagas e a classificação indicativa é de 12 anos em diante.

Em Primavera, será na sexta-feira (25), no Núcleo Municipal de Música, localizado na avenida Minas Gerais, das 19 às 22h. As inscrições devem ser feitas na Secretaria de Cultura do município. A propósito, a Prefeitura de Primavera do Leste é apoiadora do projeto.

Confira o trabalho da banda:

Youtube: salomanosoficial

Instagram: @salomanosoficial

Facebook: @salomanosoficial

Palco MP3: salomanosoficial

Soundcloud: salomanosoficial

fonte: Assessoria de Imprensa

Caminhoneiros fazem 4º dia de manifestação em 28 trechos de rodovias em MT

Vinte e oito pontos de protesto são registrados na manhã desta quinta-feira (24) no quarto dia de manifestação de caminhoneiros nas rodovias federais de Mato Grosso. Os protestos ocorrem na BR-070, BR-364, BR-163, BR-174 e BR-158 mais de 20 cidades de Mato Grosso. Também há protestos na MT-358 e MT-480.

O protesto começou na segunda-feira (21) contra o reajuste no preço do combustível anunciado pela Petrobrás.

Veja os locais onde há protestos:

BR-070, km 504, em Cuiabá

BR-364, km 398, em Cuiabá

BR-364, km 200, em Rondonópolis

BR-163, km 119, em Rondonópolis

BR-364. Km 613, em Diamantino

BR-163, km 593, em Nova Mutum

BR-070, km 276, em Primavera do Leste

BR-070, km 282, em Primavera do Leste

BR-070, km 376, em Campo Verde

BR-070, km 383, em Campo Verde

BR-163, km 691, em Lucas do Rio Verde

BR-163, km 821, em Sinop

BR-163, km 746, em Sorriso

BR-163, km 1065, em Guarantã do Norte

BR-174, km 288, em Pontes e Lacerda

BR-364, km 1191, em Campos de Júlio

BR-364, km 1120, em Sapezal

BR-174, km 488, em Comodoro

BR-070, km 005, em Barra do Garças

BR-070, km 008, em Barra do Garças

BR-158, km 564, em Água Boa

BR-364, km 878, em Campo Novo do Parecis

BR 158, km 130, em Confresa

BR-070, km 735, em Cáceres

BR-163, km 750, em Sorriso

BR-364, km 270 em Jaciara

MT-480 em Tangará da Serra

MT-358 em Tangará da Serra

No trecho sob concessão da Rota do Oeste, concessionária que administra as rodovias de Mato Grosso, em todos os locais está autorizada a passagem de veículos de passeio, ônibus, ambulância e de carga viva e perecíveis.

Escoamento da produção e abastecimento

O escoamento das produções de agricultores está sendo afetado pela paralisação dos caminhoneiros nas rodovias em Mato Grosso. Em função dos bloqueios, as mercadorias não são entregues e acumulam em câmaras frias e armazéns.

Transporte escolar e coleta de lixo

Em Sinop, a coleta de lixo foi prejudicada em alguns bairros. A prefeitura informou que, por causa dos bloqueios dos caminhoneiros, os caminhões da empresa que faz o transporte do lixo coletado para o aterro no Distrito de Primaverinha ficam impedidos de trafegar pela rodovia.

O transporte escolar nos municípios de Primavera do Leste e Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, também foi afetado.

Em Primavera do Leste, os ônibus que transportam alunos dos bairros Primavera III, Guterres e Tuiuiú, e o microônibus escolar que transporta professores do Centro da cidade para a região do Primavera III, já não circularam nesta quarta-feira.

Produtores rurais aderem ao movimento dos caminhoneiros e bloqueiam trecho de rodovia em MT

Produtores rurais de Cáceres,  bloquearam nesta quinta-feira (24) trecho da BR-070, em apoio à manifestação dos caminhoneiros em todo o estado, que já dura quatro dias.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Cáreces, Jeremias Pereira Leite, os estoques de alimentos e medicamentos estão prejudicados devido à greve, mas defende o apoio aos caminhoneiros.

"Quem produz precisa apoiar as pessoas que transportam esses alimentos para ajudar a sociedade", disse.

O meio de transporte mais utilizado para o transporte de mercadorias no Brasil é o terrestre.

Jeremias explicou que o bloqueio no km 735 é uma demonstração de apoio à paralisação dos caminhoneiros.

"Nós estamos apoiando porque esses motoristas merecem trabalhar e ter uma boa renda para sustentar as suas famílias", afirmou.

Ele explicou que a greve também está afetando os consumidores devido à diminuição de estoques de alimentos e combustível.

Bloqueios

Cerca de 25 trechos da BR-070, BR-364, BR-163, BR-174 e BR-158 em quase 20 cidades de Mato Grosso estão bloqueados.

No trecho da BR-163, sob a concessão da Rota do Oeste, concessionária que administra as rodovias de Mato Grosso, está autorizada a passagem de veículos de passeio, ônibus, ambulância e de carga viva e perecíveis.

Escoamento da produção e abastecimento

O escoamento das produções de agricultores está sendo afetado pela paralisação dos caminhoneiros nas rodovias em Mato Grosso. Em função dos bloqueios, as mercadorias não são entregues e acumulam em câmaras frias e armazéns.

Transporte escolar e coleta de lixo

Em Sinop, a coleta de lixo foi prejudicada em alguns bairros. A prefeitura informou que, por causa dos bloqueios dos caminhoneiros, os caminhões da empresa que faz o transporte do lixo coletado para o aterro no Distrito de Primaverinha ficam impedidos de trafegar pela rodovia.

O transporte escolar nos municípios de Primavera do Leste e Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá, também foi afetado.

Em Primavera do Leste, os ônibus que transportam alunos dos bairros Primavera III, Guterres e Tuiuiú, e o microônibus escolar que transporta professores do Centro da cidade para a região do Primavera III, já não circulam desde quarta-feira.

fonte: G1mt

Assinar este feed RSS

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px