Banner Superior

Conjuntura - Se toca, Getúlio. Cai fora!

Destaque Conjuntura - Se toca, Getúlio. Cai fora!

by Ely Leal

Está na hora de dizer umas verdades que todos sabem e muitos tentam disfarçar. O ex Prefeito de Primavera do Leste, Getúlio Gonçalves Viana foi condenado pela justiça e afastado da vida pública. Sua eleição e votação em 2016 foram cancelados pela Justiça porque ele é “ficha suja”. Embora ele tenha o direito de recorrer, mas por dever de consciência, já que ele diz amar tanto Primavera do Leste, isso não deveria lhe dá o direito de jogar a cidade no limbo político administrativo apenas pela ambição de ser o gestor.

Agora tenta burlar a decisão da Justiça, querendo lançar a mulher que convive com ele, para ser o gestor-fantasma. O problema de Getúlio não são seus adversários políticos. O problema de Getúlio é com a Lei. É com a Justiça.

Seus embaraços não são de hoje. Como todos os condenados, clama por inocência. Diz que não fez o que os Juízes dizem que fez sim. Venceu as eleições de 2004, mas só tomou posse em março de 2005 porque foi afastado. Recorreu e conseguiu tomar posse. No gabinete. Sem ninguém para aclama-lo.

Em seu primeiro ano como gestor (2005), teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado e pela Câmara Municipal. O problema nunca foi a oposição. Mas ele mesmo.

Em 25 de Abril de 2012, Getúlio foi afastado do cargo de Prefeito. Segundo o Ministério Público, ele fraudou licitação. Ainda em 2012, quatro decisões da Justiça lhe bloquearam R$ 1,6 milhão, todos por irregularidades na gestão.

Em julho de 2012, o Tribunal Regional Eleitoral divulgou uma relação de 362 nomes enquadrados como “Ficha Suja”. Lá estava o nome de Getúlio Viana. Junto com Fio Baraldi e Sestilho Frison.

O fato que levou Getúlio a perder o mandato neste ano de 2017, teve início com uma condenação na Justiça desta comarca em janeiro de 2013, quando a Justiça local o condenou a devolver aos cofres públicos, R$ 165,9 mil.

Na gestão de Getúlio em 2012, o então superintendente do Imprev que ele indicou foi condenado a devolver aos cofres municipais, mais de R$ 5 milhões.

Em 24 de Fevereiro de 2014 ele foi multado em R$ 12 mil por falta de transparência na gestão por determinação do Tribunal de Contas do Estado.

Em 24 de Março de 2014, decisão da Justiça determinou a devolução de R$ 1 milhão de reais por usar máquinas públicas para beneficiar particulares.

Em abril de 2016, o Tribunal de Justiça acolheu parcialmente recurso de Getúlio e livrou o ex gestor de 4 anos de cadeia por contrato irregular de publicidade e por transporte escolar sem licitação.

No dia 13 de setembro de 2016, a Justiça Eleitoral de Primavera do Leste negou o registro de candidatura de Getúlio Viana por diversas irregularidades que ele estava condenado. Ele insistiu com recursos, foi eleito, diplomado com base em liminar e empossado no dia 18/01, e depois afastado definitivamente pelo TSE.

Em 27 de Março de 2017, O Tribunal de Justiça do Estado emitiu uma certidão de tramitado em julgado com a condenação de Getúlio Viana por nepotismo em caso acontecido em 2006.

Decisão publicada em 02 de agosto de 2017, Getúlio teve bloqueados mais R$ 890 mil de suas contas por irregularidades na construção do viaduto da BR-070 que corta a cidade.

Quando foi afastado em definitivo pelo TSE, perdendo o mandato, Getúlio recorreu ao STF mas a Ministra Carmem Lúcia negou prosseguimento do recurso e Getúlio está fora da vida política.

Como tem por hábito culpar os outros pelos erros que comete como administrador, Getúlio fica alardeando que sofre perseguição política. Só esquece de dizer que nada que seus opositores fizeram lhe causaram transtornos.

O que motiva seu afastamento da vida pública são seus próprios erros.

Aqui estão elencados apenas alguns dos muitos casos que ele responde na Justiça. O problema de Getúlio é não seguir as Leis. Não respeitar os ritos. O que separa o cidadão de bem é o cumprimento da Lei. Como gestor, Getúlio não cumpriu a Lei.

Assim como teimou no ano passado, quando ele já sabia que não poderia ser candidato e insistiu com liminar jogando a cidade na incerteza administrativa, vai tentar novamente.

Politiqueiro populista, Getúlio quer usar seu carisma para eleger um “poste”, ser o administrador de fato e burlar a Lei, governando Primavera do Leste por tabela.

Cabe aos eleitores desta cidade, o dever de consciência de não permitir que nomes como Getúlio Viana manipulem o processo eleitoral a seu bel prazer. Não foi um ou dois atos praticados que o tornam um política “ficha suja”. São dezenas, levantados pelo Ministério Público. 

Chegou a hora da sociedade dar um basta para estas vestais com pés de barro. Pelo fim do coronelismo e pela vinda de um novo tempo, com gente nova que queira trabalhar pela cidade. Afinal, por Getúlio Viana insiste tanto em ser prefeito? Até mesmo tentando burlar a Lei?

Ely Leal é Jornalista e Radialista - Redator Chefe do Correio da Cidade MT. Atua em Primavera do Leste como Jornalista desde 2005. Trabalhou no Jornal O DIÁRIO, Na Câmara Municipal como Assessor de Imprensa. no Jornal da TV Primavera e escreveu em diversos Jornais e Revista da cidade e região. Por seu trabalho como Jornalista foi eleito o Melhor da Imprensa Escrita em 2012, recebeu Moção de Aplausos e Congratulações da Câmara Municipal e Assembléia Legislativa e título de cidadão mato-grossense. 

Última modificação emQuarta, 04 Outubro 2017 12:21

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px