Banner Superior

Bersch: "...Getúlio tem a diarreia verbal, tipica dele..."

printscreen de tv - imagem de internet - TV Primavera printscreen de tv - imagem de internet - TV Primavera

Em entrevista concedida ao programa Cidade Agora da TV Primavera, na última sexta-feira, 11, o presidente municipal do PMDB e candidato derrotado nas eleições de 2016, médico Paulo Bersch, em resposta, qualificou as acusações e ataques do Alcaide Getúlio Viana, como "diarréia verbal, típica dele".

No dia anterior (quinta), o Alcaide afastado colocou, no mesmo programa de TV, o Judiciário e a oposição como os responsáveis pelo seu afastamento e disse que a contração de um escritório em Brasilia era um gasto exorbitante de dinheiro que precisava ser explicado, além de ações políticas do Presidente da Câmara, vereador Léo Bortolin (PMDB) para seu afastamento. 

Bersch explicou que o Prefeito tem uma equipe permanente de advogado para sua defesa porque tem dezenas de processo onde é réu e por isso atua permanentemente na defesa do Alcaide. 

"...Se ele queria falar sobre Jurídico, deveria falar sobre o dele. Ele deveria falar sobre coisa que tenha provas. Ele fez insinuações irresponsáveis, de certa maneira. Mas a gente que conhece o Getúlio sabe que isso é típico dele, ele tem essas coisas, vai falando, inventando, mentiras pelo meio, aquela diarreia verbal típica dele..."

Paulo disse que tem três advogados cuidando da causa. Segundo ele, Getúlio tem um Jurídico permanente porque tem um "catatau" de processos e precisa de advogado permanentemente. Ele passou pela Prefeitura e sabe o rastro de processo que tem. 

Ele desafiou Getúlio a mostrar os recibos do que paga aos advogados e contrapor os recibos que ele paga. "!Não tenham dúvidas. "...O que nós estamos pagando é muito menos que o Getúlio paga para os dois escritórios que defende ele..."

Conforme o Correio da Cidade MT tem afirmado, Bersch confirmou que Getúlio sabia de sua condição de inelegível desde o início do ano de 2016, quando ele passou a integrar a lista de "Políticos ficha-suja". Tentou reverter a situação, antes das eleições no STJ (Supremo Tribunal de Justiça) e não conseguiu no mês de fevereiro de 2016. Inclusive a imprensa publicou sua condição na oportunidade. 

"Ao dizer que o Judiciário é o responsável pela situação chata e ruim que o município passa é chamar a população inteligente de Primavera de burra e idiota. Gente, o que é isso? Vamos parar com essa conversa mole. A Justiça está cumprindo seu papel...A Justiça eleitoral do município recebeu o pedido de registro de Getúlio e disse; não, você não pode ser candidato. O Ministério Público Eleitoral disse que ele não poderia ser candidato. Ele poderia substituir. Trocar o candidato. Mas insistiu. Foi para o TRE.... Perdeu por 7x0...recorreu ao TSE e perdeu por 5x2. Os dois únicos votos a favor dele foi do Ministro que pediu vista do processo e o outro do ministro que deu a liminar para ele assumir...", disse Paulo Bersch. 

"...Agora ele vai recorrer pra onde? Pra marte, para a lua? Não tem mais para onde recorrer..."

Paulo ainda disse que se somar todos os tribunais para onde Getúlio recorreu e passou, são mais de 40 julgadores que negaram sua candidatura, entre Juizes, Desembargadores, Promotores e Ministros. "...então todos estão errados e a única pessoa que está certo nisso é o Getúlio?", questionou Bersch.

Sobre o recurso que Getúlio pretende recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal), Paulo disse que é hora de acabar com essa disputa. "...gente, tem três ministros do supremo que participaram dessa votação no TSE e eles votaram contra o Getúlio. Sabe? então eu acho que chega disso. A população não precisa mais disso. Primavera não pode mais ficar nessa situação. Enquanto tem municípios que estão trabalhando a todo vapor, nós estamos vivendo toda essa situação. E tudo isso tem nome. Tem um só responsável. Getúlio Viana. Caramba, ele mentiu durante toda a campanha dizendo que podiam votar nele que ele tinha registro. Nunca teve registro. E não vai ter. Não pode ser candidato..." esclareceu Bersch. 

Para finalizar, Bersch lembrou que ao final do segundo mandato, Getúlio havia dito que não seria mais candidato que já havia dado sua contribuição e que iria cuidar dos seus negócios. "...De repente ele se lança com tanta sede, com tanta vontade, numa obsessão tão grande em ser candidato, sem poder ser. Por que tudo isso? Muito estranho tudo isso. Primavera tem gente qualificada, preparada. Não precisa ser o Paulo Bersch não. Tem tanta gente preparada. Não precisa dessa briga... O problema é do Getúlio com a Justiça e seus processos...", finalizou ele. 

Ely Leal - Redação

 

 

 

Última modificação emDomingo, 13 Agosto 2017 11:59

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

29°C

Primavera do Leste

Parcialmente Nublado

Umidade: 70%

Ventos: 0 km/h

  • 24 Mar 2016 27°C 21°C
  • 25 Mar 2016 27°C 21°C
Banner 468 x 60 px